Interessante

Nascimento dos mares e terras emergentes

Nascimento dos mares e terras emergentes


Nascimento dos mares e terras emergentes


“Então Deus disse:“ Que as águas que estão debaixo do céu se reúnam em um lugar e que a terra seca apareça ”, e assim foi.” E Deus chamou a “terra” seca e a massa de águas chamada “mares”. (Livro de Gênesis, 1, 9-10)

No último número do Helichrysum, na Rubrica: geologia e meio ambiente, vimos como os elementos no estado gasoso formaram a atmosfera primordial, separando-se dos demais componentes da nuvem cósmica, que desde o início manteve as condições internas indispensável para originar altas temperaturas.

Lá fora, depois de algumas centenas de milhões de anos, ocorreu um processo de resfriamento progressivo com duas consequências claras e irreversíveis:

na atmosfera primordial ocorria a condensação do vapor d'água e de todas aquelas substâncias que se encontravam em estado gasoso, pois a temperaturas superiores ao seu ponto de evaporação;

na superfície, o material da nuvem cósmica em estado fluido (como lava) foi se solidificando com um processo diferenciado conforme a temperatura desceu abaixo do ponto de fusão dos vários elementos, criando assim a primeira crosta terrestre frágil e fina.

É assim que há 4 bilhões de anos as bases foram estabelecidas para todos aqueles fenômenos físicos que o homem agrupou por necessidade em muitas disciplinas, como Meteorologia, Geologia, Geografia, Oceanografia, etc.,(para não mencionar as subdivisões adicionais que levam o nome de "especializações"), forçado a fazê-lo por limitação de suas habilidades intelectuais. Fragmentar o conhecimento pode parecer, à primeira vista, facilitar a obtenção da verdade, mas, na realidade, muitas vezes se perder nos detalhes torna a síntese difícil para uma visão geral do contínuo devir da natureza, caracterizado por um conjunto de fatores que interagem entre si.

Infelizmente, não houve nenhuma testemunha desde o início que pudesse registrar os grandes e pequenos eventos que foram simultaneamente a causa e o efeito das mutações na Terra. Felizmente, na ausência de cronistas, tudo foi preservado pela Natureza, nem sempre de forma claramente decifrável, cabendo ao homem trazer à tona o que foi escrito há muito tempo, libertando-o de tudo o que nada tem a ver com o Verdade. Mas não corremos o risco de jogar fora a Verdade também? O que fazer para evitá-lo?

É o mesmo princípio que fez Michelangelo dizer que as estátuas já estão dentro do bloco de mármore, então o escultor só precisa retirar a parte do mármore que lhe é estranha. Mas, mesmo aqui, quantas estátuas foram danificadas ou mesmo destruídas?

Voltemos aos primeiros dias da separação dos grandes reinos da Terra: ar, água e terra, tentando decifrar as escrituras do Grande Livro.

Infelizmente, as "primeiras páginas" são difíceis de ler e isso era de se esperar, visto que se trata de eventos que ocorreram até agora noescala das idades, isto é, aqueles grandes intervalos de tempo em que a história da Terra foi dividida.

Mas o mais impressionante é a constatação de que as primeiras páginas nada mais são do que o diário dos primeiros 4 bilhões de anos da Terra, durante os quais muito poucas coisas aconteceram quando comparadas às grandes mutações, às vezes perturbadoras, não apenas para a crosta. terrestre e meteorológica, mas também para a fauna e a flora, que ocorreram nos 500.000 anos seguintes, ou seja, até os dias atuais.

Este foi o tempo que levou para lançar o "fundações"sobre a qual construir o mundo que conhecemos.

Estima-se que a vida do Sistema Solar, portanto também da Terra, será de 10 bilhões de anos, portanto a Terra demorou 40% de sua vida para chegar ao "maturidade necessária para acolher a explosão da vida".

É como dizer que o homem passa da maturidade aos 30 anos antes de poder enfrentar as dificuldades, as mudanças e tudo o que o leva a perceber o que potencialmente tem dentro de si desde o nascimento.

Para a Terra, acreditamos que não há nada de chocante em acreditar que tudo o que percebemos até agora e o que vai acontecer no futuro já era inerente ao universo na época do Big Bang.

Dr. Pio Petrocchi


Vídeo: SESSÃO 01 ORAL ONLINE