Coleções

Como faço para descartar o gramado: dicas sobre o que fazer com o gramado removido

Como faço para descartar o gramado: dicas sobre o que fazer com o gramado removido


Por: Liz Baessler

Quando você está ajardinando, você faz muitas escavações e mudanças. Quer você tire a grama para abrir caminho para um caminho ou jardim, ou para começar um novo gramado do zero, uma pergunta permanece: o que fazer com a grama arrancada depois de conseguida. Continue lendo para aprender mais sobre o que fazer com o gramado removido.

Como faço para descartar Sod?

Não jogue fora; coloque-o em uso. A coisa mais fácil de fazer com o gramado recém-escavado é reutilizá-lo. Se estiver em boas condições e você tiver outra área que precise de grama, basta realocá-la. É importante mover-se rapidamente, porém, de preferência dentro de 36 horas, e manter o gramado úmido e na sombra enquanto estiver fora do solo.

Limpe o novo local de vegetação, misture um pouco de composto na camada superficial do solo e umedeça-o completamente. Coloque o gramado, as raízes no chão e regue novamente.

Se você não precisa de grama nova em lugar nenhum, pode usá-la como uma boa base para canteiros de jardim. No local desejado para o seu jardim, coloque a grama e cubra-a com vários centímetros (10 a 15 cm) de solo bom. Você pode plantar seu jardim diretamente no solo - com o tempo, o gramado embaixo dele se quebrará e fornecerá nutrientes ao seu jardim.

Crie uma pilha de grama de compostagem

Outra maneira popular e muito útil de descartar o gramado é fazer uma pilha de grama para compostagem. Em uma parte fora do caminho de seu quintal, coloque um pedaço de grama. Empilhe mais pedaços de grama em cima dela, todas viradas para baixo. Molhe cada pedaço completamente antes de adicionar o próximo.

Se o seu gramado for de má qualidade e cheio de palha, polvilhe um pouco de fertilizante rico em nitrogênio ou farinha de sementes de algodão entre as camadas. Você pode empilhar as camadas com até 2 metros de altura.

Assim que sua pilha de grama para compostagem estiver tão alta quanto possível, cubra tudo com um plástico preto grosso. Pesar as bordas contra o solo com pedras ou blocos de concreto. Você não quer que nenhuma luz entre. Deixe sua pilha de grama de compostagem descansar até a primavera seguinte e descubra-a. Dentro, você deve encontrar um composto rico pronto para uso.

Este artigo foi atualizado pela última vez em

Leia mais sobre o cuidado geral do gramado


Feito corretamente, a compostagem cria um material orgânico estéril que não faz nada além de coisas boas para o seu jardim e as plantas nele. No entanto, quase todo jardineiro que pratica compostagem ocasionalmente experimentou plantas "voluntárias" brotando no jardim onde o composto foi espalhado.

Isso pode realmente ser bastante charmoso quando os voluntários são mudas minúsculas de impatiens, tomateiros ou mesmo abóboras que se voluntariam porque as lanternas de abóbora do último Halloween foram adicionadas à pilha de composto. É muito menos charmoso quando as plantas voluntárias são centenas de dentes-de-leão ou pequenos ramos de trepadeira ou capim-colchão que entram no jardim por meio do composto que você espalha.

Um jardineiro que experimenta tal explosão de ervas daninhas voluntárias pode muito bem desistir da compostagem, ou pelo menos parar de adicionar material de ervas daninhas à pilha de composto. Para ser claro, não há razão para parar de compostar ervas daninhas. Com um leve ajuste no processo de compostagem, você pode garantir que as ervas daninhas e suas sementes serão completamente mortas e não serão ressuscitadas onde você menos deseja.


Se o seu galpão de jardim for resistente e a impermeabilização estiver em boas condições, você pode usar o gramado antigo para fazer um telhado verde vivo.

Um telhado de grama é uma característica comumente vista em muitos países - mas você precisa de uma construção robusta para sustentá-la

Ele vai isolar o prédio lindamente e é ótimo para a vida selvagem. No entanto - você precisa estar confiante em DIY e você deve aprender o básico sobre telhados verdes antes de começar. Caso contrário, você vai acabar com um galpão desmoronado para lidar com seu antigo gramado.


Compostagem de grama com as raízes presas.

Acabei de desenterrar parte da grama para fazer um canteiro vegetal elevado.

Agora só tenho o resto do meu quintal para ir. Suspirar.

De qualquer forma, esse não é o ponto.

O que quero dizer é que agora tenho uma pilha inteira de tiras de grama que puxei para cima. O que fazer com eles?? Posso colocá-los em uma pilha de compostagem?

Só recentemente comecei a compostar e não sei se vou conseguir uma pilha "quente". Estou preocupado que se eu colocar grama com as raízes e tudo na pilha, então terei grama crescendo em todos os canteiros do meu jardim mais tarde.

Mas, apenas enviar todo esse monte de grama e solo para um aterro não parece certo.

Ah, e mais uma coisa: para referência futura, é necessário desenterrar a grama? É possível apenas colocar um pouco de papelão e depois construir a cama elevada tão funda que a grama nunca passe por ela? Ou isso é uma quimera? Se isso for possível, quantos centímetros de profundidade a cama elevada deve ter para derrotar a grama?

Pode ser seis de um e meia dúzia do outro. Porque não é exatamente fácil carregar toda aquela mistura de solo no canteiro elevado para preenchê-lo de qualquer maneira. Portanto, pode não ser menos trabalhoso do que apenas arrancar a grama.

Outra pessoa pode cuidar da segunda parte. O gramado se desfaz. Eu empilharia / empilharia por conta própria e a grama interna apodreceria. Depois de alguns meses, retire o gras vivo e desenterrar a sujeira de dentro deve ser bom, embora possa haver sementes de ervas daninhas dormentes. Exceto se você tiver grama rizomácea como a zoysia. que pode voltar para assombrá-lo. Eu geralmente encontro algum lugar fora do caminho para tufos de grama e grama.

Melhor truque para compostar o gramado: coloque-o na pilha de cabeça para baixo. Não será capaz de crescer antes de apodrecer.

Acabei de construir uma cama elevada em cima do meu gramado no outono passado. Usei caixas de remessa antigas da Amazon.com, cortadas e planas, como minha primeira camada. Molhei-os com minha mangueira de jardim para evitar que explodissem enquanto trabalhava.

Minha próxima camada foi cerca de trinta centímetros de papel de escritório picado e seco (eu tinha muito que sobrou de duas empresas familiares que picaram * tudo *). Eu encharquei essa camada também, e ela se espalhou para cerca de 4 "de espessura. O papelão teria sido o suficiente para matar a grama, mas eu tinha todo aquele papel e nenhum lugar para colocá-lo, então eu o adicionei.

Em seguida veio o solo superficial e o composto acabado a granel, misturados aproximadamente 50/50.

Além disso, joguei cerca de 5 galões de borra de café gasta para trazer as minhocas.

A etapa final foi uma leve pulverização de sementes de trevo branco para formar uma cultura de cobertura. Ele manterá o solo no lugar e também fixará o nitrogênio do ar em suas raízes.

Em uma ou duas semanas, vou virar o trevo para fazer um canteiro de sementes fofo e bonito.

Se você tem o tipo de grama que cresce em corredores subterrâneos, como a grama Burmuda, coloque-a fora para o coletor de lixo. Do contrário, continuará crescendo, não importa o que você faça. Já fiz isso!

Água fervente mata tudo.

Obrigado por todos os conselhos até agora.

Não tenho ideia de que tipo de grama eu tenho, mas sei que ela manda corredores para todos os lugares. Essa é apenas uma das muitas razões pelas quais odeio isso.

Segui o conselho de Sallyg e empilhei tudo no meu quintal por enquanto.

Eu estava pensando em comprar algum tipo de material plástico preto, cobri-lo e deixá-lo ficar assim durante nosso verão quente e seco. Então, no ano que vem, tire o plástico e veja o que está lá embaixo e, talvez, transforme-o em uma cama elevada.

Vamos supor que seja uma espécie de grama muito invasiva. Ficar sentado sob um plástico preto por um ano o matará?

Eu posso fazer a coisa de água fervente que o Polvdlepirate sugeriu, embora eu tenha um monte de coisas para matar, então parece que vai demorar muito, muito tempo.

Eu também estava pensando que poderia pulverizar com roundup e depois esperar um ano. Vou pesquisar no Google agora e ver quanto tempo leva para dissipar o arredondamento. Alguém tem alguma opinião sobre isso?

Ha! Pesquisei no Google a coisa do rodeio e percebi a lata de vermes que é. (E não é o tipo de vermicomposto bom, vermicomposto, aparentemente).

As informações na rede parecem variar de: você pode plantar vegetais no solo imediatamente após matar tudo com arredondamento a pulverizar arredondamento é semelhante a estuprar a terra.

A verdade, como a maioria das coisas, provavelmente está em algum lugar no meio, mas em qualquer caso, provavelmente não tentarei esse caminho. Provavelmente farei uma combinação de água fervente e plástico preto e verei o que está lá embaixo na próxima primavera.

Mas ainda estou aberto a qualquer conselho ou pensamento que alguém tenha. Obrigado novamente.

Ok - um pouco mais de pesquisa no Google e desenvolvi meu plano de ataque.

Vou cobrir minha pilha com plástico preto. Neste verão, quando está quente como o inferno, vou descobrir a pilha várias vezes e despejar água fervente sobre ela ou borrifá-la com vinagre.

Então, na próxima primavera, vou trabalhar em um composto, casca de pinheiro, etc., e transformá-lo em um canteiro elevado.

Então, daqui a cerca de um ano e meio, voltarei aqui e direi se a grama voltou e está me deixando louco. :-)

Você é um dos mais raros - que realmente faz uma pequena pesquisa sobre sua própria pergunta e volta para nos ajudar!
Concordo que cobri-lo com plástico grosso deve cozinhá-lo / sufocá-lo / matá-lo de fome durante o verão. Se bloquear a luz, você está pronto para ir. (Eu tentei um saco de lixo e descobri que eles são muito finos)

seran72 - cobrir a grama que você tem não o matará. Colocá-lo em uma pilha não o matará.

Tentamos colocá-lo em um recipiente lacrado por vários meses e ele cresceu no escuro!

Economize muito tempo e problemas e jogue fora! Se fizesse isso, levei três anos para descobrir que deveríamos ter jogado fora, para começar.

Honeybee, estou levando o que você diz a sério. Não é a resposta que quero ouvir, mas posso simplesmente me livrar dela ou usá-la para construir uma berma em uma área onde não me importo de ter um pouco de grama.

Vai depender do tipo de grama. Eu fiz tudo que alguém recomendou para este [email protegido] * $ # san augustine e. aqui vem de novo. Lamentavelmente, eu sugeriria que, se houver corredores, ouça Honeybee.

brigidlily - Eu lutei contra a grama St. Augustine em meu jardim da frente por dez anos quando morava no sul da Flórida.

Eu estava determinado a vencer a batalha contra Burmuda quando me mudei para cá.

Não se pode dobrar a grama que cresce com corredores e se espera que morra, que é o erro que cometi com Santo Agostinho. Você tem que retirar cada pedaço de raiz branca.

Ontem e esta manhã, desenterrei alguns fragmentos de Burmuda. Sem dúvida, de pequenas raízes que faltaram no ano passado. Felizmente, esses pequenos pedaços foram fáceis de se livrar - eles foram para o lixo!

Se você já tem um metro dessa grama, não jogue fora o gramado com terra. Use-o para construir pontos baixos. Se você não tiver pontos baixos, use-o para criar pontos altos, para que você tenha alguma inclinação para ajudar na drenagem.

Acho que "ainda mais da mesma erva" não é pior do que "já tenho bastante".

Você pode tirar algumas fotos em close de diferentes fases e partes e publicá-las nesses dois fóruns, para obter uma identificação. Você nunca sabe, eles podem ter algum calcanhar de Aquiles.

Tenho pretendido fazer exatamente isso, e sua postagem me levou a finalmente concluí-lo. Vou postar algumas fotos aqui caso alguém possa dizer o que é. Foi lançado com grama, se isso faz alguma diferença.

No momento eu o tenho amontoado em duas colinas adoráveis ​​nas quais eu adoraria plantar abóbora. Então, se essa grama é fácil de matar, eu certamente ficaria feliz aqui.

Bela colina ou berma! Ainda gosto da sua ideia de solarizá-lo com plástico preto. Não pode machucar, e você pode ter sorte. Você pode recuperar parte do solo se alguma das raízes morrer.

Se a abóbora não puder competir com ela agora, você pode tentar uma mistura de plantas de cobertura por um ano e ver se uma é agressiva o suficiente para competir com ela. Talvez algo como rabanete (semente oleaginosa ou daikon) para perfurar o gramado.

Não experimentei uma cultura de cobertura para competir com a grama, mas percebi que a batata-doce consegue fazer isso.

(Fico feliz que você comentou que eu estava pensando em tentar isso)

Oh, abelha! Eu ADORARIA plantar batata-doce! Eu nem tinha pensado nisso. Tenho alguns Norlands e alguns Yukon Golds crescendo, mas não tinha pensado nas batatas-doces. Temos uma temporada de cultivo tão curta, mas li online e encontrei uma ou duas variedades de safra curta.

Corey, obrigado. Eu me apeguei muito às minhas duas pequenas colinas / bermas. :-) No ano passado, tive que derrubar meus comedouros de pássaros porque meu gato estava transformando meu quintal em uma zona de matança. Eu não queria incomodá-la, porque ela mantém os ratos afastados. Algumas semanas atrás, eu coloquei meus comedouros de pássaros de volta no topo da minha pequena colina / bermas e de alguma forma o gato não pode espreitar neles lá em cima. Decidi fazer o possível para matar a grama com água quente e vinagre, colocar um pouco de mistura de terra e plantar os rabanetes que você sugere. Se a grama voltar, eu cruzo a ponte quando ela vier.

Meu pai veio há algumas noites atrás, verificando meus canteiros elevados, torres de batata e colinas / bermas. Ele balançou a cabeça e disse: "Você tinha um gramado perfeitamente bonito e agora está fazendo tudo ao seu alcance para Eff. It Up." :-)

Eu concordo! (Exceto para aquela variedade opne de grama favorecida pelos hippies.)

>> Decidi fazer o possível para matar a grama com água quente e vinagre, colocar um pouco de mistura de terra e plantar os rabanetes que você sugere. Se a grama voltar, eu cruzo a ponte quando ela vier.

Isso soa como um plano. No mínimo, você salvará um pouco do solo, e eu esperaria que algumas das raízes morressem e enriquecessem o solo. Eu acho que rabanetes são uma coisa certa, pois eles estão destinados a crescer. Eu não sabia que batata-doce era tão agressiva, mas espero que funcione também!

Se você precisar de sementes de rabanete, acabei de pedir um grande pacote de sementes "Daikon Minowase", então me diga se você quiser.

Branco puro, raiz de 16 "x 3",
polpa lisa, uniforme, crocante e suculenta,
baixa pungência, semeie verão ou outono
6-12 "de altura. Espaçamento de 6-9".
mantenha sempre úmido.

>> No ano passado, tive que derrubar meus comedouros de pássaros porque meu gato estava transformando meu quintal em uma zona de matança.

Eu gostaria de saber onde encontrar um determinado livro, porque ele tem muitas estratégias para tornar um quintal infestado de gatos amigável para os alimentadores de pássaros. Eu sei onde está aquele livro: em uma daquelas 150 caixas!

Lembro-me da sugestão de arranjar alguns poleiros ao redor de um comedouro - acima do solo, de modo que os pássaros possam sentar e observar os gatos. Arbustos, arbustos, tudo em que um pássaro pode pousar, mas um gato não pode escalar.

Remova qualquer cobertura em que um gato possa se esconder, ao redor dos comedouros.

Coloque alguns galhos emaranhados e arbustos, espalmados no gorund ao redor do alimentador - não o suficiente para um gato se esconder, mas o suficiente para desacelerar um gato que está atacando.

Ou coloque o arame de galinheiro ou outro arame no chão ao redor do comedouro, para que os gatos não possam correr rápido por ele. (Mas como os pássaros sabem que os torna seguros?)


Você precisa remover a grama ou apenas deixá-la cair?

Estamos começando um novo jardim e precisamos saber se precisamos remover a grama ou se podemos apenas lavrá-la? Eu posso ver a necessidade de removê-lo para evitar que cresça novamente, mas. Eu posso ver apenas lavrando-o para usar como material de "compostagem" e se for profundo o suficiente ele não crescerá novamente. ajuda!

Se você estiver plantando este ano, precisará remover a grama e as raízes. Se você o tivesse virado no outono passado, poderia ter conseguido escapar impune. As raízes vão apenas brotar uma nova grama e você lutará contra ela o ano todo. Você pode retirá-lo, colocá-lo no composto que é revolvido regularmente e poder colocar o material compostado de volta no jardim depois. Este ano, como este é seu primeiro jardim, gostaria de cuidar do mínimo de problemas possível.

Se você enterrar o gramado (cavando com uma pá, não com uma pá), de cabeça para baixo, 30 centímetros para baixo com terra por cima, ele o matará e se tornará composto. Se você deixar qualquer grama com menos de 30 centímetros (ou talvez 25 centímetros) de altura, ela crescerá e se transformará em suas plantas. Certamente não nos livraríamos dele cultivando. Na minha experiência, o cultivo apenas espalha as ervas daninhas.

Cubra suas passarelas com caixas de papelão ondulado marrom achatado. Isso vai matar a grama nas passarelas e manter as ervas daninhas no chão. Você precisará colocar peso nele com outra cobertura morta, aparas de grama ou estaquear para evitar que seja soprado para longe.

Isso pelo menos reduzirá a quantidade de escavações que você precisa fazer apenas nas áreas onde realmente precisa plantar.

Aplique muita cobertura vegetal ao redor das plantas também, você pode usar mais papelão cortado no tamanho certo para caber entre as plantas ou pelo menos ao longo das bordas de algo como rabanetes ou cenouras.

SE a grama for bermuda, eu me inclinaria para escavar a área primeiro. Somente a grama bermuda pode penetrar em papelão, asfalto, etc. e se reviver. É o demônio.

Ele pode passar pelo concreto, arruinar o asfalto, mover pedregulhos. O que você disser. Sim, as Bermudas são muito difíceis de controlar em um dia bom. Você precisará remover todos os fragmentos e peças do material. Ele se regenera a partir do ar.

Eles dizem que as baratas sobreviverão a um ataque nuclear. Eles estarão sentados em folhas de grama Bermuda.

Tive que desenterrar um monte no mês passado, embora não saiba se era bermuda, então coloquei tudo no fundo do quintal em um pedaço de lona. Fiquei muito surpreso esta manhã ao ver os pássaros escolhendo fios para construir seus ninhos. Meio estranho de reciclar, mas acho que a Mãe Natureza gostou de dar aos passarinhos alguns materiais de habitação :)

Esta mensagem foi editada em 20 de abril de 2009 09:43

Acabei de saber disso há uma ou duas semanas. Isso pode poupar muito trabalho.

Ampliei meu jardim de flores duas vezes nos últimos anos e, a cada vez, meu DH removeu todo o gramado para mim. Demorou muito, foi um trabalho árduo para ele e não se desfez nas pilhas de composto tão rápido quanto pensei que aconteceria. O método Lasagna Gardening teria sido uma alternativa muito mais fácil.

Pedi a DH para raspar o gramado antes de lavrar? ou arado? o novo jardim, mas nããão, agora temo que terei um problema real com a grama. ele e seus amigos insistem que virar, como você diz, Melody, é o suficiente, mas não os vejo sacando o jardim. lol.
vou colocar jornais, palha, etc. para manter a grama baixa. pretendo ser orgânico, sem produtos químicos, exceto, talvez, poeira Sevin.
Ai sim. Bermuda é o debbil

Isso exige uma boa cobertura morta, papel, papelão, folhas e, em geral, é bom, não importa o caminho que você escolha. O sufocamento das sobras de grama após a escavação ou cultivo é sempre correto. Acho que seria bom considerar tudo o que foi dito e, em seguida, adubar também.
Você terá um primeiro ano muito bom se escolher e escolher e esperar um pouco menos do que perfeito, não importa como você faça isso. O próximo ano será melhor pelo esforço. Comecei todas as minhas camas há cerca de trinta e cinco anos, lavrando e cobrindo o solo. Não toquei neles desde então, exceto para continuar adicionando cobertura morta. A camada superficial do solo está agora com 30 centímetros ou mais de profundidade depois de vinte a trinta anos. Nunca usei produtos químicos agressivos no solo ou nas plantas. Se eu algum dia tivesse descoberto como evitar que os pássaros plantem cardo, eu diria que o cerco de cobertura morta permanente é quase perfeito. Minha cobertura é principalmente de madeira moída deixada no local para se decompor. Eu gosto de uma vez moído porque permanece mais tempo com cobertura morta.
Eu enxado a palha para fazer novas plantações ou sementes, em seguida, puxo a palha de volta para as plantas recém-nascidas.

então agora que meu jardim foi arado, realmente não deveria haver uma razão para um trator estar mais lá se eu puder manter a grama e as ervas daninhas no chão? poderíamos apenas até se necessário? e então poderíamos cercar a área do jardim para manter os animais fora? Estou pensando que um trator no jardim todo ano não é uma boa ideia, que ele esmagaria a camada superficial do solo? este é o primeiro ano para um graduado neste local, e é um bom local, bem drenado, etc. será meu local permanente de jardim :)

adicionar composto, cobertura morta, palha ao jardim aumentará a riqueza do solo do jardim, e jornais, o papelão apodreceria e também aumentaria uma vez cultivado sob

Já vi pegadas de cervos no jardim, então é por isso que gostaria de cercá-lo, mas isso estaria fora se o trator tivesse que estar no jardim todos os anos. Eu gostaria de evitar a coisa do trator, se possível!

obrigado por qualquer dica, ajuda etc.

Não vejo por que você precisa usar um trator para qualquer coisa, dependendo do tamanho do jardim. Uma cerca faria muito mais bem a longo prazo!

Santo Agostinho se espalha apenas por corredores acima do solo, por isso é fácil de eliminar. A grama Bermuda precisa ser morta com o Roundup antes que você possa presumir que está tudo morto. Espere três semanas antes de cultivar o solo.

obrigado, doc e mãe :) Eu não tinha a intenção de sequestrar este tópico, mas estava realmente pensando sobre isso, agradeço sua ajuda. jardinagem feliz!

O sequestro é um estilo de vida em quase todos os sites. Não se preocupe. Se Dave recebesse uma multa de dez dólares por sequestro, ele seria um homem muito rico. mas ninguém pagaria de qualquer maneira. Se ele administrasse um drop do sequestrador, ele não teria nenhum membro cliente sobrando em cerca de duas semanas. :)

lol Doc! obrigado, aprendi muito, acho que tenho um plano agora :). bem, pelo menos eu não sou mais completamente sem noção!

BaBeegirl, Ks tem algumas bermudas, mas lembre-se de que Ks queima a pradaria na primavera, e os prairiegrasses retornam em maio, raízes profundas, você também tem aqueles ventos puxando a umidade do solo, plástico preto pesado, quebra-ventos para proteger plantas tenras , sol, n voila! área veggie friendly - lar dos gigantes verdes. Sempre economiza tempo / trabalho para manter limpo um espaço ao redor de seu jardim, também, porque todo o trabalho que você faz faz com que as ervas daninhas e as gramíneas cresçam também.

Conheço apenas três maneiras de se livrar efetivamente da grama. a primeira é usar o Roundup. Embora eu prefira não adicionar "produtos químicos" ao meu pequeno pedaço do meio ambiente, me disseram que o Roundup só funciona na planta e não contamina realmente o solo. Claro, você ainda precisará remover a grama morta. O segundo método é cobrir a área com plástico, o que sufocará a grama. Isso leva um pouco mais de tempo. provavelmente 6 semanas ou mais, e você ainda terá grama morta para remover. O terceiro, como mencionado acima, é cavar fundo. Fiz isso ao expandir um jardim de flores e funcionou bem. Foi um trabalho árduo, mas valeu a pena. Doei minha grama para um vizinho que estava reformando parte de seu quintal. As moitas tinham cerca de 10 "de espessura! Enchi a área com composto acabado de dois anos de idade, e meu jardim de flores expandido é maravilhoso.

Avid, eu usei o método 'cave fundo' quando fiz meus canteiros de flores, preenchi com composto, etc. meus canteiros de flores são praticamente despreocupados, as ervas daninhas e grama que eu tenho que remover são facilmente removidas. Não consigo imaginar como usar esse método na minha área de jardim vegetariano. acho que minhas costas não sobreviveriam à fase de escavação para plantar! lol .. Eu estou continuando com o meu jeito 'sem produtos químicos' de jardinagem. Não considero 10-10-10 como sendo um produto químico.
Depois de toda a chuva que tivemos, meus repolhos e alface estão ótimos. tomates estão crescendo rápido .. cebolas também. Consegui plantar abóbora entre as pancadas de chuva na semana passada, até agora tudo bem :)

Interessante. Você poderia me dizer que material biológico está em sua bolsa de 10 -10 - 10?

Acho que o que docgipe estava se referindo é que normalmente um fertilizante 10-10-10 seria composto de produtos químicos sintéticos, em vez de ingredientes orgânicos como esterco compostado, algas marinhas, farinha de ossos, etc. Já que você comentou que não contou 10- 10-10 como um produto químico, acho que ele estava curioso para saber quais eram os ingredientes reais. Normalmente, os fertilizantes orgânicos têm níveis mais baixos de N / P / K porque os ingredientes orgânicos têm quantidades menores desses do que os ingredientes químicos sintéticos. Não acho que seja possível ter um fertilizante orgânico que seja 10-10-10.

oh, ok, agora isso é outra coisa que eu não sabia! eu teria que olhar a bolsa e ver, e irei. Quando penso em orgânico, é algo que não agride o meio ambiente, não mata nem faz mal às minhocas, e pode ser lavado na hora que eu quiser comê-lo.
fertilizante é certamente algo que eu não tenho certeza sobre quanto usar, quando usar, se afeta o pH do solo. nem tenho certeza se devo usar o 10-10-10 se quiser ser orgânico, é apenas algo que foi transmitido pelos meus pais!

Se você está tentando ser orgânico, precisa se livrar do 10-10-10 e procurar alternativas orgânicas. Há um fórum de jardinagem orgânica aqui, você aprenderá muito lendo alguns dos tópicos lá e, se precisar de mais ajuda, comece um tópico e aposto que as pessoas terão uma tonelada de sugestões para ajudá-lo a começar com fertilizantes orgânicos. http://davesgarden.com/community/forums/f/organic/all/

"Arredondar" - espere 1 semana. Coloque-o sob a cobertura morta - então puxe-o para cima à medida que ele emergir através da cobertura morta.
Palha é o "melhor amigo" dos jardineiros

ecrane, obrigado, vou fazer isso :)

Quando eu preparo a terra para um novo jardim, eu reviro o solo no outono com um garfo de jardim para que as raízes fiquem expostas ao sol. Deixo tudo no inverno. Quando chega a primavera, tudo está morto, então eu uso a pá para se decompor.

Eu também usei o matador de grama na queda na área para ser um jardim. Em seguida, transforme a grama morta no solo no início da primavera.

Qualquer uma das formas funciona, dependendo se você deseja usar produtos químicos ou não.

Esta mensagem foi editada em 7 de maio de 2009 às 22:26

Quero fazer uma horta com canteiros elevados. Estou pensando em usar 6 x 6 postes tratados para cercar vários lotes no jardim - talvez seis lotes de 10 x 10. Eu gostaria de simplesmente colocar os postes na grama no arranjo que eu quero (talvez passar alguns vergalhões através de orifícios pré-perfurados que irão segurar os postes horizontais no lugar), deixando espaço para caminhar entre eles - espero que com grama que eu vou comer . Agora a pergunta. Posso pegar um caminhão basculante de solo superficial misturado e preencher cada lote sem fazer nada na grama - haveria cerca de 6 "de solo no topo. Eu poderia cobrir a grama com papelão e, em seguida, preencher com solo. Estou antecipando que a grama será morta e nunca chegará a 6 "da camada superior do solo. A grama morta prejudicará alguma planta vegetal no primeiro ano ou devo removê-la? Vou instalar uma cerca de 10 pés em volta dela com uma rede para pássaros no topo. Temos muitos ratos e toupeiras, algum tecido galvanizado ao redor do perímetro os manteria do lado de fora ?? ou eles simplesmente subiriam e passariam por cima para entrar no jardim ??


O que fazer com grama descartada

Na maioria dos casos, quando uma família compra uma nova casa, o gramado já está no lugar. No entanto, as pessoas que construíram a casa não sabiam se você gostaria de um jardim ou caminhos e onde você gostaria de colocar essas coisas. Essas decisões são da responsabilidade do comprador da casa.

Portanto, se você decidir que quer um jardim ou um caminho, será necessário cavar um pouco de grama do gramado. Desenterrar o chão não é um grande problema. Você simplesmente pega uma pá e começa a trabalhar.

Mas o que você faz com o gramado que sobra depois de ter aquele lindo jardim e aquele caminho de cimento?

Não jogue fora o gramado descartado. Em vez disso, recicle-o de volta em seu gramado.
(Cortesia: Brandon Rhodes do flickr.com)

A tentação é simplesmente jogar fora a grama descartada. No entanto, mesmo o gramado desenterrado é ideal para reciclar de volta em seu gramado. Suponha que haja um local no gramado que precise de reparos. O gramado descartado pode ser ideal. No entanto, se você decidir usar o gramado dessa maneira, faça-o rapidamente, de preferência dentro de 36 horas a partir do momento em que o desenterrar. Certifique-se de mantê-lo úmido e à sombra antes do transplante.

Limpe a nova localização de vegetação, misture um pouco de composto na camada superficial do solo e umedeça a terra completamente, então coloque o gramado com as raízes para baixo e regue.

Se não houver necessidade de usar o gramado para remendar áreas nuas, você pode usá-lo como base para um novo canteiro de jardim. Decida onde você quer que seu jardim fique e, em seguida, cubra-o com vários centímetros de solo bom. Plante o jardim diretamente no solo. Com o tempo, o gramado se decomporá e fornecerá nutrientes para o jardim.

Se isso não funcionar para você, use o gramado descartado como uma pilha de compostagem. Selecione uma parte fora do caminho de sua propriedade e coloque um pedaço de grama. Empilhe mais peças por cima, todas com a face para baixo e molhe cada peça completamente antes de colocar a próxima peça. Se o gramado estiver cheio de palha, polvilhe um pouco de fertilizante rico em nitrogênio ou farinha de semente de algodão entre as camadas. Faça a pilha tão alta quanto você deseja até 6 pés.

Assim que a pilha estiver definida, cubra-a com um plástico preto grosso. Pesar as bordas do plástico até o chão com pedras ou blocos de concreto. Certifique-se de que nenhuma luz penetre na pilha. Deixe a pilha de compostagem descansar até a primavera e descubra. Deve haver um amplo suprimento de composto rico pronto para distribuição.


Transformando Sod em Solo de Jardim

O início da estação fria é o momento ideal para começar um novo jardim ou expandir o antigo, e colocar o solo em forma é sempre o primeiro passo. A "técnica preguiçosa" de Mort de fertilizar um novo solo e preparar a sementeira torna o planejamento de seu jardim de primavera um prazer.

Quando comprei a casa de mais de 150 anos e 100 acres no Maine em 1969, não pensava em voltar para a terra. Foi um investimento. Então, naquele mesmo ano, apaixonei-me por Barbara e, alguns anos depois, pela terra. Moramos na casa, agora com mais de 175 anos, desde 1972 e, atualmente, estamos planejando nosso 24º jardim.

De muitas maneiras, não nos aconteceu muita coisa durante esse tempo. Nosso número de telefone e endereço são os mesmos, mas os olmos mortos que cercavam a casa quando a compramos foram usados ​​como lenha anos atrás e substituídos por bordos. Eles eram ramos quando os plantamos. Agora eles se elevam sobre nós, assim como nossos filhos. E nosso jardim este ano estará no mesmo lugar que o primeiro.

Quebrando o Solo

Há duas tarefas que precisam ser feitas antes do início da temporada de plantio: Um canteiro de sementes precisa ser preparado e o solo precisa ser fertilizado. Nosso primeiro jardim foi cavado à mão com uma pá. É assim que meu pai preparava seu jardim. Se ele podia fazer isso, eu também podia. Eu estava cavando para que Barbara plantasse meia dúzia de tomates. Converter o gramado em solo de jardim não é uma tarefa fácil, mas cavar à mão não é o pior método. Pelo que me lembro, até gostei. Eu teria que pular na pá com todo o meu peso para cortar a esteira de grama e raízes. A primeira pá teve que ser cortada nos quatro lados antes que pudesse ser desalojada e girada. Mas ficou mais fácil. A segunda pá cheia só teve que ser cortada em três lados e depois que a primeira linha foi virada, bastou dois pulos para virar um torrão de grama.

Em seguida, cada touceira teve de ser batida contra a pá para separar o solo das raízes. Duvido que demorei mais de uma hora para preparar aquele primeiro jardim. Era pequeno, mas exigia os pés de tomate que Bárbara comprara com bastante espaço de sobra. Plantei algumas batatas direto da cozinha só para ver se cresciam.

Existem várias vantagens em virar o jardim manualmente em vez de usar uma máquina. O mais atraente para mim é o silêncio. Somos só eu e a pá. Eu trabalho no meu próprio ritmo. Bárbara diz que gosta de me ver apoiado em uma ferramenta de jardim, contemplando sabe-se lá o quê. Eu me inclino muito apenas para diverti-la. Também é um bom exercício. Você sente uma sensação especial de realização. You don't do violence to the soil. More earthworms survive. It's inexpensive. But perhaps the greatest advantage is that you will not end up with a first garden that is too big and, ultimately, discouraging.

The reason for turning the soil is to disrupt what has been occurring naturally. Nature hates bare soil. If you question this, look around at places where we have tried to keep plants from growing. You have got to admire the dandelion that blooms so early in the spring because it has found a root-hold in a crack in asphalt. Left alone that plant will expand the crack and leave enough organic matter on top of the asphalt for other seeds to take root. Without our species, plants would reclaim our roads, parking lots, and buildings in a surprisingly short period of time. Our gardens and agricultural fields would disappear in a year or two.

Some think of this as a war against nature. Being more of a pacifist myself, I prefer to think of my relationship with the soil as a partnership. The plants that grow naturally in an area can provide you with heaps of valuable information. I wouldn't, for instance, recommend trying to plant anything but rice in an area that was supporting cattails, but existing growth can tell you much more subtle things. For example, carrots will probably do well in an area that supports Queen Anne's lace, because they are of the same family.

If your proposed garden site has thick, lush grass, it probably has pretty fertile soil. If it is weedy and looks scraggly (a scientific term for poor growth), this soil will need an infusion of organic matter. Both spots provide opportunity and challenge. The rich spot quite possibly has witch grass growing in it. This is challenging stuff. It grows on underground stems called rhizomes. Little bits of the rhizome can sprout a healthy new growth of grass. It grows around the edge of the garden and continually tries to come in, but you can keep it under perimeter control by cultivating the edge of the garden a couple of times a year.

Getting it out of our garden in the first place was a bit more of a challenge. It seemed to be well-named, as it popped up all over the place. You can eliminate it in a small garden through vigilance. Just keep after it. A three- or four-pronged cultivator is best for digging under the rhizomes and pulling them to the surface. In a field it is best to till and then cultivate, removing the rhizomes from the surface. In 10 days till and cultivate again. A third tilling in another 10 days should get the rhizomes down to a manageable level. Cultivation of the crops through the season will pretty much put you on top of the situation after that.

Poor soil gives you the opportunity to become a wizard. Pile on a lot of not-too-potent manure like horse or cow, and till it in. Control weeds during the growing season by mulching heavily with hay, straw or grass clippings. The results the first year will be better than your neighbors thought possible, and your soil will be well on the way to something you can be proud to have built.

Adventures in Fertilizing

I did not add any nutrients to my first garden. It turns out they weren't needed.

The sod I was turning was growing very tall, very green, very healthy looking grass. It had not been used as a garden for quite a while, if ever. It may even have been an animal pen at some time as there is the remnant of a small foundation in the area.

I had success once, so I figured it would work again. If our forefathers could get away without fertilizer for several years as they moved west across the plains, why couldn't I? When I went to the farm store to buy seed potatoes, Earl asked me if I wanted fertilizer. "No," I proudly proclaimed, "I'm not using any."

"Better eat those potatoes, then." He sold me a small bag of 5-10-10.

I wasn't really convinced, but he managed to shake my confidence a tad. This resulted in my first experiment. I used the 5-10-10 on half the row and left the other half alone. If there was any difference, it was too subtle for me to notice. That half row of 5-10-10 is the only chemical fertilizer I have ever used. Some people might call me a died-in-the-wool organic agriculturist. Frankly, I think I'm just plain lazy, but the former term plays better at parties. I can't see trying to agonize over what each individual plant needs and when it needs it. If I wanted to be a mother hen, I'd raise chickens. Last summer in Maine (very much like this summer), we had record heat and record drought. People were watering gardens like mad, and farmers without irrigation were in trouble. I checked the garden several times to see if it needed water. It never did. The soil started showing moisture half an inch deep. Plants never withered. Cucumbers, tomatoes, and corn all filled out properly. Because of the heat I got the best crops ever.

I do fertilize now, but just don't rely on chemicals to do it. I look on my technique as more of a replacement of what my garden is using each year than an artificial augmentation. Every year I put some bulky organic material on the garden. I get best results when I spread manure or seaweed just before turning the soil. Incorporating it with the soil as soon as you spread it minimizes the amount of nitrogen lost to the air. It also gets it out of the way of planting. Spreading that bulk material is one of the spring activities that can sometimes cause sore muscles. A pickup-truck load of manure per 2,000 square feet translates into 22 loads for an acre, and you want to be in shape if you are fertilizing an acre from the back of a pickup truck. I've done that, and while I may not have been in shape when I started, I sure felt great when I finished—toned muscles and callused hands.

Engine Power

As my garden got bigger, 1 thought I'd very, very quickly outgrow my spade for the lion's share of the yearly tilling. My first attempt at harnessing a powered tiller to solve that problem remains the stuff of family lore.

It was June 1, two years after that first garden, and it was our intention to raise as much of our own food as possible. No other source was assured. I left Barbara one morning and refused to come back without a rented tiller. Unloading it a few hours later, I jumped it to life and prepared myself to turn sod into beautiful garden soil in record time. And then I descended into hell. If you have never tried to break sod with a front-tined tiller, it will be hard for me to describe fully the task at hand, but I'll try. A front-end tiller has tines that turn in such a way as to pull the tiller forward. If the tiller has wheels, they just turn as the tiller moves. Perfectly simple.

I positioned the beast carefully where I wanted to start, on the northwest corner of the would-be garden. I lowered the tines to the ground and suddenly found myself at the southwest corner of the would-be garden. I must have looked like a water skier, and felt as if my arms had been yanked out of their sockets. Finally getting it under control, I wheeled it back to my starting place. I tried again only this time I braced myself so I could hold the tines in one place while they did their job of digging into the sod. It worked, but took a while to beat its way deep enough to call the soil sufficiently tilled.

When each small patch was chewed up, I eased forward enough to let the tines pull the tiller out of the hole and up onto the top where I held it again. I toiled all afternoon like this, muscles straining to hold the tiller in place while the tiller vibrated my entire body. I stopped only to put gas in the machine and to eat. I bounced along, more bounce than along, until dark. I set the alarm for daybreak with plans for another five hours of tilling before I had to return the machine, and dropped into a deep sleep.

When the alarm went off, I found that I couldn't move. Barbara had to reach across me to turn the alarm's ringer off. She also had to load the tiller on the truck, and she also had to do just about everything else for me that day. I ached everywhere. I had tilled about 400 square feet.

I could have done as good a job with a lot less violence to my body with a spade. Without the pressure of having to return the tiller, I could have paced myself. It might even have been enjoyable if I had alternated preparing the soil with planting. Gardening isn't a race, but I turned it into one—and paid the price.

Whatever your technique of breaking ground, it may be a stretch to call that newly chewed up sod garden soil. It is still clumpy and full of organic matter from the plants that were growing there. Raking it is a chore that provides limited results, and you can't just remove the clumps that are left, because they contain much of the richness of the soil. In those early years I just dealt with it as best I could. When preparing a bed for small seeds like lettuce and carrots, I worked over the soil with a rake, getting some of the soil separated from the clumps of roots. When I got tired of raking or the bed seemed reasonably smooth—probably the same thing—I would have generated a row of material that had been pulled from the bed. I just left this aside as part of the walkway.

Expanding the Garden

It took us three years, not counting the hand-dug patch, to reach vegetable selfsufficiency. Each year the garden expanded and I became more efficient. I also learned that a packet of peas was not enough and a packet of lettuce was too much. Each garden after the first was planned during the winter and plotted on paper. Before spring came, I knew what was going to be planted where and I even had a target date for the planting.

Once we were growing and storing all our own vegetables, the next challenge was to see if we could make some money from the knowledge we had acquired. The move to a market garden happened two years later.

I started preparing an acre the fall before. I spread rock phosphate and winter rye seed on the sod and lightly tilled it in. It was pretty lumpy but I didn't care. I was all through until spring other than taking soil samples to test the fertility.

The rye got a good start that fall and started growing again in the spring. I spread lime on the rye as the soil test had indicated, as well as a helping of seaweed to provide other nutrients. (We live seven miles from the coast.) I tilled it twice this time. That made a big difference, but I still had to rake the beds. Tending a market garden without any power tools is a challenge but it can be done. I found it to be much easier than I imagined, although it took a few years of practice before I learned the techniques that you need when you garden on a larger scale.

A tool that was indispens able in the market garden was the seeder. Pushing it along the row, it opened the ground, dropped the seeds at just the right spacing, closed the ground over the seeds, firmed the soil around the seeds and marked the next row. However, even with two tillings, there were soil clumps that would snag on the planter and create problems.

Then along came my neighbor Ed, extolling the virtues of his rear-end walks-behind tiller. I'd read all the advertising, but wasn't convinced. Ed loaned-me his and I found that it had a place in my market garden, even if it meant betraying my principles slightly. I used it to prepare beds just before planting and then several more times throughout the planting season to prepare the beds so the seeder would operate well. The lap of luxury.

Saving Your Back

There is yet another great way to turn sod to garden. Sod is a complex mat of growing things. It is mostly grasses, but there are most likely a variety of other weeds as well. This living mass will not give up life easily. There will be plenty of seeds there to repopulate the area in just such an event as tilling. Some of the grasses can prop agate from bits of root and some have such a dense mass of roots that they will hold onto enough soil to continue living. When we try to turn sod to soil we are trying to kill the plants that are living there naturally, so that the plants we want to grow can survive. Mashing, chopping and uprooting is one way to get rid of them. Another way is to smother them.

That sounds rather drastic but it is probably the gentlest way to make the conversion. It requires planning ahead. The summer or fall before planting, cover the area that is to be your garden with a thick layer of mulch. Mow the area first. If you are mowing foot-high grass, you will get enough clippings to cover about one fifth of the area. Cover the rest with spoiled hay, leaves or straw. If you really want to get things cooking, spread manure before mulching. In the spring you will have a good start on preparing the garden soil. Transplants and larger seeds can be planted by pulling back the mulch just enough to get the job done. For small seeds you will probably want to rake the mulch off and prepare a bed. A spading fork will do a great job of turning this soil. It won't need to be cut like sod. The fork will do its job with one thrust, in most instances, just as it will in an established garden. A garden rake will finish the job of preparing the bed.

Here's a way to prepare for a larger garden next year while using the mulch area this year. Let's say you are planning your first garden this year and you take my advice and start small, with 400 square feet. Let's say that you have more area that you want to make into a garden and you are dying to get at it. You also have more things you want to plant than you can possibly fit into a 400 square foot garden.

We've provided photographs of this process in this issue on pages 52 and 53. First, mow the area where you will be expanding next year. Dig up an area a foot or two in diameter in the center of a five-foot by five-foot area.

Separate the roots from the soil and pulverize the soil with your hands to prepare a seed bed. If the soil is growing vigorous grass it will probably support a change in crop for the first year, but you might want to add compost. Rake the grass clippings up close to this dug-up area, and plant cucumbers in it. The 25 square feet of area provided for the cucumbers to grow onto should provide enough grass clip pings to mulch a foot-wide ring of mulch around the planting. Winter squash and pumpkins need a ten foot by ten foot square and summer squash can get by with a three or four foot to the side square.

That is the start. Now you need to fill in the rest of the area with other mulch. When I use leaves, I usually cover them with a light amount of grass clippings or hay to keep them from blowing. If things grow up through the mulch, add more.

Plastic or newspapers can also be used. I prefer natural materials, because they add fertility to the soil as they break down into rich humus. Plastic will degrade in the sun you will have to remove it eventually. Newspapers break down and don't have to be removed. Their only drawback is that they lack nutrients and the ink is left in your soil. This potential garden toxin has been the subject of much controversy over the past 10 years or so. I never considered ink a problem, but some people did, and as a commendable consequence of their efforts, most newspapers are now printed using soy—no thanks to me.

Mulch is wonderful for adding nutrients, increasing humus, suppressing weeds, retaining moisture, and making a garden almost self-sufficient. However, it is no better than any other potential panacea you ever came across. It also harbors slugs, brings in weed seeds, and is loved by witch grass. Through years of research in my garden (some would term it trial and error) and in books, I have come to love mulch. It creates comparatively few problems and is an important part of being a lazy gardener.

Converting sod to soil is not a once-in-a-lifetime experience, even when you live in the same place. This year Barbara noticed that the garden had migrated. It has been moving away from the house and she wanted it to come back. Each year, I guess, I let the grass of the lawn encroach a little and then till to the new line. This year we brought the garden six feet back toward the house. That newly turned soil was just as lumpy as the first garden's. We planted potatoes and mulched them heavily and now the garden is back where it belongs. It was a lot easier to plant the potatoes and mulch than to rake and fuss over that area.

Mark Twain said, "Experience is the best way to find out about something. Fellow who takes ahold of a bull by the tail once is getting 60 or 70 times as much information as the fellow who hasn't. Anybody who sets in to carry a cat home by the tail is gaining knowledge that's always going to be useful . Chances are he won't carry a cat that way again. But if he wants to carry the cat that way, I say let him. It isn't always easy to be eccentric."


Dig and Drop vs. Trench Composting

The dig and drop technique is a simpler and smaller-scale version of trench composting, making it suitable for more situations. The main drawback of trench composting is that it requires an empty spot in the garden. It works very well in vegetable garden beds, either when the season is over or when you're able to carefully dig trenches between rows of veggies. It can also work in beds where you plant only annuals. In the off-season, you are able to compost and enrich the soil, and the plants will grow that much better the following year.

However, if there is no "off-season" or you don't have a big, empty garden bed to dig trenches into, trench composting may not feasible or convenient. Dig and drop might be the answer. Because it is contained to small areas, you can compost right next to an individual plant or grouping without disturbing surrounding plants (provided there's a little spacing). This makes dig and drop useful in established perennial gardens or mixed borders.


Assista o vídeo: MEU TOP 10 DAS VERDADES QUE NINGUÉM TE CONTA SOBRE GRAMADO E A SERRA GAÚCHA